quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Entrevista de 2009

Como é habitual nesta época do ano aqui estamos para entrevistar o blogueiro mais sexy da internet portuguesa.
-Bino, que tal o ano de 2009?
-Uma merda…
-Também foi atingido pela crise?
-Sim, especialmente pela crise dos 40.
-E que reflexos teve a crise na sua vida?
-Um efeito devastador, mas ao mesmo tempo positivo porque vai servir para me regenerar enquanto homem.
-Podemos então dizer que vamos ter um novo Bino?
-Exacto. Sinto-me um novo homem, 2010 será o ano da construção do Bino do séc. XXI.
-O que espera do ano que vem aí?
-Tudo!!! E quando digo tudo, é mesmo tudo!!! Repare que acaba uma década e começa outra.
-E que previsões faz da nova década que entra?
-Na minha idade é possível que a próxima década me traga 1 AVC, 1 cancro nos intestinos ou na próstata e ainda uma ou mesmo duas unhas encravadas. Mas porém não deixo de estar profundamente optimista. A próxima década, tenho a certeza, vai-me trazer extrema riqueza, fama e sexo em abundância.
-E relativamente à blogosfera?
-Precisamente. Continuo à espera que este blog me traga extrema riqueza, fama e sexo em abundância.
-Mas após 8 anos de blog, ainda não perdeu a esperança?
-Olhe, o mal é isto ser um blog português. Se fosse na América ou eu fosse um gajo com apoios já estava rico e farto de foder.
-Mas que apoios poderia ter?
-Apoio de gajas boas. Se gajas boas me dessem apoio eu já teria tido sucesso. Falo ao nível sexual, claro está.
-E tinham que ser mesmo boas?
-Bem visto. Na realidade não, bastava que não fossem feministas, nem travestis.
-Bino, você é um bocado tarado, não acha?
-Pelo contrário. Sou um dos raros portugueses da actualidade que não renega a sua condição de macho. Quero sexo, nasci para copular.
-O que prefere? Sexo ou dinheiro?
-Eu com dinheiro tenho todo o sexo que quiser, portanto prefiro dinheiro.
-Mas este blog não rende dinheiro?
-Pois, infelizmente não. Esta malta da internet nem à borla aqui entram, quanto mais a pagar.
-E que tal o Bino pensar em trabalhar?
-Eu trabalho, mas justamente porque não penso, se pensasse não trabalhava. Que neste país o fruto do trabalho vai todo para impostos e transportes.
-Mas não gosta do seu trabalho?
-Adoro! Estou no ramo da moda e da beleza feminina. É incrível. Viaja-se pelo mundo todo. Há quinze fui a Barcelona e na semana que vem sou capaz de ir à Azambuja. Tudo em trabalho.
-Bino, estamos a terminar a entrevista. Alguma mensagem para os leitores?
-Sim, claro. Tenham um bom ano 2010.
-Só isso?
-E já não é pouco.

2 Comentários:

Blogger Fernando Stickel disse...

Pois se não é pouco, tenha excelente ano, pleno de cópulas!

04/01/2010, 19:48:00  
Anonymous candida disse...

:)

22/02/2010, 16:47:00  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial