domingo, 4 de fevereiro de 2007

Orgulho em ser Homem

Há um programa de rádio, na antena 3, chamado “Prova oral”, talvez conheçam. Um dia destes foram à “Prova oral” 5 homens, dizer o que pensam sobre as mulheres. Gostei de os ouvir, acho que falaram bem.
Por essa razão é que eu não fui convidado para ser o 6º elemento dessse grupo de 5 homens. É que eu, sobre as mulheres, só tenho um pensamento – foder. E isso, para uma hora de rádio, é curto.
No fundo, sobre mulheres não sei nada com interesse para se dizer publicamente. Sou como aqueles jogadores de futebol geniais no relvado, mas que depois nas entrevistas só dizem banalidades.
Portanto, no que toca a mulheres, após ter conhecido a Mekinha só sei dizer é que as mulheres são umas criaturas maravilhosas e óptimas para se fazer amor com elas (mais que isto é poesia, ou então... ménage).
Por vezes oiço pessoas a falar sobre assuntos relacionados com o sexo de forma absolutamente fascinante. Mas também há quem não se poupe em disparates.
Por exemplo, agora andam por aí imensas gajas só a dizer mal dos homens. Escrevem blogues, publicam livros, assinam artigos de opinião e até dão entrevistas, sempre a dizerem mal dos homens. E os media acham graça aos disparates, dão destaque a essas gajas.
É uma moda estúpida que já começa a irritar-me.
Elas costumam falar em termos abstractos e gerais, como se em Portugal as mulheres andassem todas desiludidas com a malta. O que é absolutamente falso e uma tremenda injustiça.
Normalmente costumam afirmar que nós, os homens, somos machistas e que não conseguimos satisfazê-las na cama. Que a maioria das mulheres não atinge o orgasmo, que não nos esforçamos nos preliminares, que só queremos ir-lhes ao cu, etc.
Pois bem, das muitas acusações que nos fazem só admito ser culpado de duas. Sim, é verdade que sou tarado por sexo anal. Sim, é verdade que eu, com duas gajas na cama, é uma coisa espectacular sonhada por muita gente. Mas tudo o resto é falso, absolutamente mentira.
Mas elas próprias sabem que é mentira. Na realidade, essas mulheres que se queixam dos homens são apenas gajas mal fodidas que tentam apresentar de forma abstracta, os seus tristes casos pessoais muito concretos.
Em vez de gritarem, “PORRA !!! NÃO CONSIGO VIR-ME”, (podendo ser que conseguissem ajuda especializada) optam por inventar histórias, apresentar falsas estatísticas e falar do ponto G, como se realmente ele existisse.
Pois eu acho que é meu dever denunciar esta situação, esta autêntica cabala. Há que avisar a rapaziada, especialmente os mais novos, que devemos recusar este tipo de pressão sobre a nossa perfomance sexual. Nós, machos lusitanos de hoje, continuamos a ser os garanhões que sempre foi tradição haver em Portugal.
O homem português, modéstia à parte, constitui uma maravilha genética que vem apetrechado de série com o seu famoso instrumento, conhecido por caralho (caralhão, no meu caso).
O caralho português, distingue-se dos restantes pelo seu tamanho avantajado (falo por mim) e pelas suas infalíveis erecções, visando satisfazer a dama mais exigente ( ou mesmo várias).
É evidente que existem casos excepcionais de homens portugueses que falharam o seu destino de machos. Mas tratam-se de excepções que confirmam a regra. Intelectuais, betinhos e paneleiros há em todos os países.
Portanto, homens, há que recusar histerismos, lesbianismos, anti-machismos e toda a espécie de paneleirismos que visam denegrir a nossa imagem de machos.
Somos homens e temos orgulho em sê-lo. Desejar que fôssemos diferentes, seria querer que deixássemos de ser o que realmente somos – homens.
E para essa merda, comigo não contem. Fodam-se.

Etiquetas: ,

11 Comentários:

Blogger Erecteu disse...

Oportuníssimo.
Confesso que já me estava a ir abaixo, obrigado.
Contra os "histerismos, lesbianismos, anti-machismos" e "paneleirismos" em geral.
OS MACHOS UNIDOS VENCERÃO

05/02/2007, 13:16:00  
Anonymous Talk Talk disse...

Obrigado grande Guru por nos teres feito recuperar o orgulho naquilo que somos!
Só um aparte, para quê recusar um ou outro lesbianismo hum? só de fez enquando?

05/02/2007, 16:23:00  
Blogger Binoc disse...

Talk Talk, é evidente que neste post, quando falamos de lesbianismo obviamente estamos a referirmo-nos ao lesbianismo stricto sensu, isto é na sua versão mais dura verdadeiramente anti-masculina. Naturalmente que o outro lesbianismo, aquele das mulheres Bi-curiosas, esse merece todo o nosso aplauso, sendo mesmo de icentivar.
Erecteu, obrigado pelo apoio. Se não pomos um travão nesta merda, qualquer dia quem manda são elas.
Pois quem havia de mandar era eu: as boazonas dedicavam-se só a foder com a malta e as feias a lavar loiça e tratar da roupa. Seria um mundo muito melhor.

05/02/2007, 20:34:00  
Blogger Papo-seco disse...

são textos destes que nos dão animo

Bora fazer uma manifestação

06/02/2007, 12:24:00  
Blogger Mikas disse...

Eu nasci no barreiro, ainda tenho ai familia. Hehe mas viver viver nunca vivi aí

06/02/2007, 16:12:00  
Anonymous Anónimo disse...

Eu gostava de saber como interpreta a igreja a criação dos sere viventes quando diz que os criou macho e fémea e só uns capitulos mais à frente é que reparou (Ó que distracção) que o homem não tinha femea! Das duas uma ou o macho homem criado era hermafrodita ou de facto criou macho e femea em igualdade de deveres e direitos. A criação de Eva como coadjutora, saída da costela de Adão, não passa (aliás como tudo o resto) de falsificação, aberração ou alteração das escrituras. Não digo que as fémeas são seres mais inteligentes mas a não ser a excepção do cavalo marinho (e há sempre uma excepção à regra) a única que pode continuar a espécie.
Assim temos muito mais poder que os ditos machos, que criaram as leis para não podermos fazer o que as louva a deus fazem aos machos depois do acto sexual. Pensem nisso.

09/02/2007, 12:01:00  
Blogger tpm disse...

Um verdadeiro guro do sexo,que viva os grandes machos!!rs muito bom bino...

09/02/2007, 21:33:00  
Blogger filipelamas disse...

Parabéns pela qualidade do blog!

11/02/2007, 22:06:00  
Blogger heidy disse...

"Elas costumam falar em termos abstractos e gerais, como se em Portugal as mulheres andassem todas desiludidas com a malta. O que é absolutamente falso e uma tremenda injustiça."


Erro fatal o delas. É verdade tens razão! Não é só em Portugal! Dizem as más linguas que essa doença existe lá nas colónias e arredores. È aqui que se nota a diferença entre um guru e um Guru. Este homem é um "sinhori".


besus for the cat

13/02/2007, 17:20:00  
Anonymous Anónimo disse...

desculpem la a minha credulidade, mas voces falam a serio? pensam mesmo assim? se sim, devo dizer que estou tremendamente apavorada. pensei que apenas os avosinhos tivessem estas ideias machistas, meu deus. claro que o mundo assim nao vai para a frente ! graças a deus inventaram o vibrador e as mulheres so precisam dos homens para... humm... para... vendo bem , ja nem se precisa dos homens! e voces, estao dispostos a dar ao punho ou entao a fazer buraquinhos na parede ( na minha opiniao é muito mais excitante ver uma parede toda branquinha ) para se virem? enfim, homens..., nao pensam em nada. viva ao lesbianismo !

03/05/2008, 23:19:00  
Anonymous Anónimo disse...

k tristeza!!! s há mt mulher insatisfeita é por esta maneira d pensar!

29/08/2010, 00:33:00  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial