sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Véspera de Natal, ainda assim, o costume.

Prólogo
(Quem achar o prólogo demasiado chato pode saltar para o post propriamente dito)

Outro dia, alguém disse-me que achava a maioria dos meus amigos uns tipos estranhos. Eu não acho. Quero dizer, reconheço que alguns costumam ter atitudes bizarras e, ao nível das ideias, por vezes as suas conversas revelam pensamentos realmente inquietantes. Mas tirando isso, em termos de aspecto, penso que não se nota nada.
De outro modo não seriam meus amigos. Nisto, sou exigente, faço questão de só me relacionar com pessoas normais (ou mesmo inteligentes) e não com malucos.
Claro que ao nível do comportamento sexual, o caso muda de figura, mas aqui há que ser flexível. Afinal, quem não tem a suas taras sexuais ?
Eu, por acaso não tenho, mas admito que muita gente as tenha. É claro que também não estou a insinuar que os meus amigos sejam tarados. Digo apenas que, a esse respeito, pretendo não emitir opinião publicamente. Considerando que, além de serem meus amigos, também eu sou um bocado amigo deles, acho preferivel apontar-lhes as taras pessoalmente num ambiente privado.
Faria sentido, por exemplo, publicar aqui que o Barradas colecciona pintelhos de gajas ? Penso que não. Seria estar a denegrir a reputação do rapaz, não é verdade ?
Mesmo que tal colecção de pintelhos incluisse pintelhos raros de várias nacionalidades e raças, penso que continuaria a não fazer sentido “enterrar” publicamente o meu depravado amigo.
É claro que o Barradas possui uma reputação já de si tão ruim que não adiantaria tentar arruiná-la ainda mais. Mas mesmo assim, poderia tentar não é ?
Se bem que eu próprio, apesar de tentado, às vezes nem preciso fazer nada, que ele mesmo encarrega-se de fornecer lenha para se queimar.

(E aqui começa o post propriamente dito)

Notem o que aconteceu, ainda recentemente na véspera de Natal. Sabendo que o Barradas estava em França (o Muralha também foi) resolvo ligar para casa dos cunhados dele, a desejar boas festas.
Na verdade eu até nem queria, mas a Mekinha insistiu para que telefonasse a desejar feliz Natal. E, então, só para lhe fazer a vontade, acabei por ligar. E até pus a chamada em alta-voz para ela também ouvir.
Sabem o que aconteceu ? Quando telefonei, o Barradas e o Muralha tinham saído. Então decido ligar para o telemóvel. De facto, os dois tinham ido passear por Paris. Só que o Muralha em vez de acompanhar o irmão numa visita ao Louvre, apreciar arte, ver os quadros, contemplar a Mona Lisa, não. Achou mais interessante ir até ao Pigalle (dizem que é um "quartier" de putas, embora eu nunca lá tenha ido).
Segundo versão do Barradas, o coitado do irmão foi só lá ver o ambiente.
Pois, está claro. A “ver o ambiente”, conheceu uma cidadã brasileira, de nome Lucimara (quero acreditar que não fosse um travesti), embebedaram-se e, a troco duma certa quantia, foram foder.
Estava o Muralha, conforme conta o Barradas, a comer a brasileira à canzana, quando toca o telemóvel. Ocupado a internacionalizar o caralho, não lhe apetece atender. Vendo que é o meu número que chama, decide impressionar-me e, estando bêbado, sem pensar diz à brasileira que atenda.
Esta, pegando no telemóvel e estando igualmente alcoolizada, responde conforme o que lhe dita a bebedeira. Num curto diálogo comigo, informa-me que se chama Lucimara e ( agora isto, é ela a falar com puro sotaque do nordeste brasileiro ) “o seu amigo agora não pode atender, não moço. Nesse momento ele está esporrando minha bundinha toda”.
Grande bronca, a Meka a ouvir uma conversa destas pelo alta-voz... O pior é que a minha querida julgou que eu estava a ligar para o Barradas, que é casado. Mas não. Eu, por acaso também pensava, mas de facto estava a ligar era para o Muralha.
...Quero dizer, o telemóvel era do Barradas, mas tinha-o emprestado ao irmão. Percebem ? Acontece...
Porque o Barradas é casado e um gajo casado não encorna a Maria dele e muito menos vai às putas. Ok ?

9 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Hello.
Order Valium ...
And have a good day.

13/01/2007, 05:36:00  
Blogger maria_arvore disse...

Ok... é tal e qual como na tropa onde não existem maricas.

E o Barradas vai no bom caminho porque se já colecciona pintelhos quando é que faz um filme?;)

15/01/2007, 23:57:00  
Anonymous 2º LUGAR disse...

epá onde é k eu já ouvi isto ? está muito bom ...e eu confirmo

16/01/2007, 21:54:00  
Anonymous 2º LUGAR disse...

desculpa mas tive de voltar , então já te confundem com o grande MARKL? grande honra meu,... até me vieram as lagrimas aos olhos!...
(vê comentários do presente de Natal)

16/01/2007, 22:04:00  
Anonymous Anónimo disse...

Pois of crossi tá memo visto que sim

17/01/2007, 10:34:00  
Blogger pisconight disse...

HAHAHA
Estas histórias são de partir o côco a rir...
;)

17/01/2007, 18:27:00  
Blogger Osc@r Luiz disse...

Obrigado pela visita!
Seu blog é muito bom!
Ainda tropeço um pouco nos termos mais "portugueses", mas é muito interessante e espirituoso!
Sempre que posso dou uma passadinha pra ver as novidades.
Sabe que linkei o seu no meu blog, na lista de "Risoterapia"... Se por acaso não gostar, me avise que eu tiro.
Agora tenho um outro blog aqui no blogger: http://flainandonaweb.blogspot.com/
Obrigado por me visitar e marcar o meu mapa!
Um abraço,
Oscar - Cuiabá-MT - Brasil

18/01/2007, 21:01:00  
Blogger Mac Adriano disse...

Há azares do caraças. Mas a última frase nem era necessária, que toda a gente sabe que um gajo casado se porta sempre como deve ser. Pá, isto dava um livro.

19/01/2007, 05:15:00  
Anonymous Anónimo disse...

"Olá, sou o Bino Coutinho D'Almeida Querido Viegas Quintela Mexia*, cidadão do mundo, embora português de nascimento.
Ex-emigrante na Suissa, França, etc. falo e escrevo correctamente várias línguas estranjeiras."

Porra, diz-me lá, o português para ti é o quê?!?! Língua estrangeira!??! Se falas e escreves tão bem várias línguas como o português, que alguém te ajude!

Cá na terrinha, o teu "Suissa" é Suiça e o teu "estranjeiras" é estrangeiras. Ahhhh KROMO!!

19/01/2007, 14:55:00  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial